Guia Definitivo do CFTV

GUIA DEFINITIVO DO CFTV

O melhor e mais completo guia consulta e aprendizagem na área de CFTV.

Material ilustrado com explicações fáceis e simples de entender que permitem a qualquer pessoa aprender rapidamente os segredos do CFTV

7

Alimentação de câmeras analógicas por cabo coaxial

Para alimentar uma câmera analógica de CFTV recorremos ao uso da famosa fonte de alimentação, as câmera IPS possuem a vantagem de usar alimentação pelo cabo de rede através da tecnologia PoE, mas essa tecnologia de alimentação via cabo já não é mais exclusividade do mundo IP, agora é perfeitamente possível alimentar câmeras analógicas através do cabo coaxial, continue lendo para saber mais.

Alimentação de câmeras analógicas

Essa interessante tecnologia chamada power over coax ainda está em desenvolvimento no momento que escrevo esse artigo, os fabricantes estão trabalhando em novos componentes para os circuitos das câmeras que irá permitir a recepção da alimentação elétrica no mesmo cabo que transmite os sinais de vídeo. 

O uso dessa tecnologia irá impactar nos projetos de forma positiva devido à redução da quantidade de cabos necessários para instalar as câmeras, alé da simplificação dos projetos que poderão seguir a mesma lógica aplicada aos projetos de IP com alimentação PoE.

A tecnologia não é para as câmeras tradicionais

É necessário estar atento ao fato de que a tecnologia será aplicada às novas câmeras analógicas de alta resolução, não estamos falando de usar alimentação via cabo coaxial para as antigas câmeras analógicas, que aliás já não serão mais utilizadas no mercado, conforme explicado em outro artigo aqui mesmo nesse Blog.

Na instalação tradicional de câmeras de CFTV analógicas, é muito comum o uso de cabos coaxiais que possuem o par de alimentação em paralelo, apesar de estar unido ao cabo coaxial e não ocupar muito espaço, ainda sim eleva os custos e dependendo da quantidade de câmeras, o volume acaba sendo considerável ao utilizar conduítes para a passagem do cabeamento da central até o local de instalação.

cabo coaxial com condutor elétrico

Cabo coaxial com pares para alimentação

Se está gostando do artigo, clique antes de continuar

Coaxial para as câmeras de alta resolução

Imagine então esse cenário, onde as câmeras irão proporcionar alta resolução sendo instaladas com cabos coaxias RG59 que enviam a alimentação elétrica a partir de um ponto centralizado. 

Ao instalar as câmeras sem a necessidade de fonte extra, o trabalho será simplificado e o tempo gasto na mão de obra será menor, isso é muito interessante porque também haverá redução no tempo de manutenção e suporte técnico para o sistema.

Agora resta esperar que a tecnologia seja colocada no mercado para realizar os testes necessários e avaliar qual será a redução real do custo por projeto pois ainda temos que considerar um possível aumento nos preços das câmeras e gravadores.

Acredito que no geral, o projeto terá um custo menor, pois a redução da  quantidade de cabos e horas de trabalho será considerável para superar um possível aumento no preço dos produtos.

Redução de custo nos projetos de CFTV

Redução de custo nos projetos de CFTV

E qual sua opinião a respeito do uso dessa nova tecnologia ? Irá ajudar no seu dia a dia como projetista ou técnico ? Deixe seus comentários. 

E não esqueça de compartilhar clicando nos botões abaixo:

Claudemir Martins
 

Meu nome é Claudemir Martins, nascido em uma pequena cidade no interior de São Paulo. Me profissionalizei em redes de computadores e CFTV, atualmente moro nos Estados Unidos e trabalho para uma das maiores empresas do mundo viajando pela América Latina e Caribe ministrando treinamentos.

Deixe um comentário 7 comentários
Sergio Valadares - 17 de agosto de 2016

Atuo na área CFTV em alguns anos, hoje trabalho em uma empresa que me da permissão de administrador do sistema para configura-lo e dar permissões de acessos aos demais operadores. Tenho um projeto futuro de entrar no ramo de instalador de CFTV em residências pois como já trabalho operando o sistema achei viável partir para este ramo e este curso caiu como uma luva pra mim. Claudemir Martins? O senhor caiu do céu! Excelente trabalho. Sabe informar quando a Samsung vai abrir os treinamentos on line? Tentei entrar para faze-lo mas parece que as inscrições se encerraram.

Abraços!!

Sergio Valadares

Responder
Rafael - 13 de dezembro de 2016

Olá Claudemir!

Acredito que depende muito do projeto e de avaliar por onde passará os cabos.Muitas vezes é mais viável deixar a fonte junto com as câmeras e outras vezes em que o estabelecimento tem uma boa tubulação pode ser bom passar esse cabo coaxial e deixar uma fonte ou mais alimentando as câmeras.

Outra coisa, usando esse cabos coaxial RG59 temos a possibilidade de colocar um bom nobreak e até um que tenha saída para uma bateria automotiva e de mais autonomia caso acabe a energia.

No caso de ter as fontes junto com as câmeras seria bem mais complicado.nas cameras ips que são alimentas somente pelo cabo utp acho que podem ser que nema primeira.

Abraço!

Responder
    Claudemir Martins - 13 de dezembro de 2016

    Olá Rafael,

    Não entendi muito bem a comparacão que fez com câmeras IPs, em ambos os casos, com tecnologia analógica ou IP é possível alimentar as câmeras a partir da central ou a partir de uma fonte ao lado da câmera.

    Quando instalamos câmeras IPs e queremos redundância por exemplo, a alimentação é feita via PoE pelo cabo UTP que é conectado em um switch na central de monitoramento e utilizamos um UPS (no-Break) para manter tudo sempre funcionando, ao mesmo tempo, uma fonte de alimentação é colocada diretamente na câmera IP que possui também um cartão de memória micro SD. Em caso de falha da alimentação via PoE, a da fonte mantém a câmera funcionando e gravando no cartão de memória, quando se restabelece a conexão com o gravador uma cópia do conteúdo do cartão é enviado para o gravador (processo chamado trickling).

    Quando trabalha com projetos grandes, há necessidade de redundância e isso é proporcionado por câmeras e marcas sérias que possuem essas características, há muita opção quando falamos de câmeras profissionais, por exemplo, ontem me chegaram câmeras IPs com entrada para PoE, fonte de alimentação, entrada para fibra ótica e entrada para dois cartões de memória para redundância. Esse tipo de equipamento não é aquele que irá usar no dia a dia de projetos pequenos.

    Abraços
    Claudemir

    Responder
      Rafael - 14 de dezembro de 2016

      Olá Claudemir!

      Eu não fiz comparação fui de acordo com o pouco que sei, ainda não tenho toda essa bagagem de conhecimento rsrs.

      Estou mais acostumado a instalar câmeras analógicas como por exemplo a HD 1120 B G2 da intelbras em que geralmente usamos o cabo coaxial que leva até o DVR e lá colocamos uma fonte colmeia para alimentar as câmeras.São projetos relativamente pequenos.Evidente que cada cliente é preciso analisar.

      Tem lugares em que as pessoas que instalaram passaram só um cabo coaxial antigo que não vem com aquele par de alimentação e geralmente colocaram a fonte do lado da câmera. Então fico pensando como colocar o nobreak para caso caia energia e ele continue alimentando as câmeras? teria que passar um cabo novo paralelo para alimentar essas fontes e ligando no nobreak?

      Tem cliente que não quer nada exposto e ficaria difícil passar vários cabos utp caso instalássemos com frequência câmeras ips em um conduíte de 3/4 🙁

      Gostei de aprender mais sobre as câmeras ips e ver uma coisa que gosto muito que é; E se o NVR der problema? Trabalhar com contingência é a melhor coisa na minha opinião.Achei bem legal o trickling .

      Abraço!

      Responder
        Claudemir Martins - 14 de dezembro de 2016

        Olá Rafael,

        É bom saber que gosta de aprender, isso é muito importante.
        Já leu os demais artigos sobre câmeras IPs ? É interessante se atualizar sempre, pois IP é uma realidade do mercado, especialmente para grandes projetos

        Abraços
        Claudemir

        Responder
          Rafael - 14 de dezembro de 2016

          @Claudemir tem uma categoria “câmeras ip” ?. Já li vários artigos aqui do blog mas não lembro se foram muitos sobre as IPs.

          Lembrei também que o cabo que mais usamos é o Cabo Coaxial Bipolar 4mm Flexível 100mts Condutti e mesmo em distancias de 50 metros ou um pouco mais é raro ter uma perca de qualidade no vídeo.

          Abraço!

          Responder

Deixe uma resposta







close

Veja esse vídeo agora


VÍDEO AULA GRÁTIS SOBRE INSTALAÇÃO DE CÂMERAS

Instalação de câmera dome
envelope-open-o
envelope-open-o