Guia Definitivo do CFTV

GUIA DEFINITIVO DO CFTV

O melhor e mais completo guia consulta e aprendizagem na área de CFTV.

Material ilustrado com explicações fáceis e simples de entender que permitem a qualquer pessoa aprender rapidamente os segredos do CFTV

O que é DVR ?

Nesse artigo você irá entender o que é um DVR e quais são os principais fatores que você deve avaliar ao olhar um catálogo de um produto.

Ao terminar de ler esse artigo você terá um melhor entendimento sobre quais são as tecnologias de transmissão e gravação utilizadas por um DVR.

Definição técnica de um DVR

DVR é uma sigla do nome original em Inglês Digital Video Recorder que traduzido para o português significa Gravador de Vídeo Digital, ou seja, é um dispositivo que grava imagens de câmeras de CFTV em formato digital.

Um DVR não é 100% analógico

Um sistema de CFTV  que possui um DVR não é totalmente analógico. As câmeras enviam sinal de vídeo em formato analógico e o DVR converte esses sinais para o formato digital antes de gravar e enviar pela rede.

Então quando você estiver trabalhando em um projeto de CFTV que possui pelo menos um DVR, seu projeto não é analógico, ele é na verdade híbrido. 

As diferentes tecnologias de DVRs

Agora você já sabe que DVR possui tecnologia híbrida (analógica/digital), e que a maioria das câmeras de segurança que são conectadas na entrada do DVR possuem tecnologia analógica. Vamos entender melhor esse assunto. 

Quando você vai comprar um DVR no mercado há diversas opções e isso pode gerar uma certa confusão no momento de tomar a sua decisão.

Você já deve ter notado que marcas como Intelbrás, Tecvoz, e tantas outras oferecem diferentes tipos de DVRs sempre afirmando que possuem a melhor opção com siglas como HD-TVI, HD-CVI e AHD por exemplo.

Tecnologias para DVR TVO CVI e AHD

Essas siglas representam as tecnologias de transmisão utilizadas pelas câmeras analógicas com as quais o gravador pode trabalhar.

Aqui no blog o artigo Diferenças entre câmeras HDTVI, HDCVI e AHD explica as diferenças entre essas tecnologias, clique para ler se quiser saber mais.

Nesse artigo no entanto além das tecnologia citadas, vou explicar sobre as diferenças relacionadas à capacidade de gravação e reprodução de um DVR.

Resolução de gravação de um DVR

A qualidade de gravação e visualização depende de vários fatores e um deles é a resolução que é muito importante para ver detalhes nitidamente.

Quando você vai comprar suas câmeras e gravadores, deve estar bem atento à resolução que deve utilizar em seu projeto. Se você quiser saber mais sobre resoluções leia o artigo: Resoluções compatíveis em CFTV aqui no blog.

Atualmente as tecnologias permitem o uso de resoluções mais altas, mesmo em sistemas com câmeras analógicas. mas é importante aprender também sobre as tecnologias antigas que ainda estão disponíveis no mercado.

Resoluções CIF, 2CIF e 4CIF

CIF (Common Interchange Format) é um formato que foi criado em 1988 para sistemas de teleconferências por vídeo e foi adotado em sistemas de CFTV.

Quando temos uma câmera ou gravador que pode trabalhar com resolução CIF, isso significa que a quantidade de pixels na imagem é de 352 x 240.

Veja abaixo um exemplo de um catálogo da Luxvision que mostra um DVR com a informação sobre a qualidade de imagem em resolução CIF.

DVR Luxvision Resolução CIF

DVR da Luxvision (Clique na imagem para ampliar)

Na resolução 2CIF a quantidade de pixels na horizontal é dobrada, então  são 720 x 240 pixels, o que torna a imagem comprida portanto é pouco utilizada.

A resolução 4CIF dobra a quantidade de pixels tanto na horizontal quanto na vertical, para um total de 720 x 480 pixels, o que torna a imagem maior e mais interessante para gravação, portanto é bem utilizada em CFTV.

Resoluções 720p e 1080p

Essas resoluções são bem comuns atualmente em câmeras e DVRs que possuem a tecnologia HD-TVI, HD-CVI e AHD mencionadas anteriormente.

720p se origina da quantidade de pixels na imagem que é 1280 x 720 na horizontal e na vertical respectivamente. Se multiplicarmos esses pixels iremos obter um total de 921.600 pixels, ou seja: 0.9 Megapixel,

1080p se origina da quantidade de pixels na imagem que é 1920 x 1080 na horizontal e na vertical respectivamente. Se multiplicarmos esses pixels iremos obter um total de 2.073.600 pixels que é igual a  2 Megapixel,

Veja um exemplo de DVR da Intelbrás série 3000 com resolução 108op

DVR Intelbrás com resolução 1080p

DVR Tríbido da Intelbrás com resolução de 1080p

Essas resoluções não são exclusivas de uma única marca, no mercado é bem comum encontrar DVRs de marcas como Intelbrás, Luxvision, Tecvoz e muitas outras que oferecem essas resoluções e até outras superiores.

Resoluções superiores a 1080p (2MP)

Então você pode dizer que a resolução do seu DVR é de 1080p ou 2MP, tanto faz pois no fundo está falando a mesma coisa. Mas a tecnologia não pára por ai, existem no mercados DVR e câmeras com resoluções superiores a 2MP. 

Fabricantes como Dahua, Hikvision e outros avançaram na produção de DVRs com resoluções de 3MP, 5MP e 8MP (essa última é conhecida como 4K).

DVR Hikvision com resolução de 5MP

Esses equipamentos foram rapidamente espalhados pelo mundo através desses fabricantes e através de outras marcas que usam suas tecnologias.

Então é comum encontrar catálogos com ofertas de câmeras e gravadores com resoluções de até 4K. Mas obviamente o preço será mais elevado.

Taxa de gravação (Frame Rate)

Outro fator importante na escolha de um DVR é a quantidade de frames (quadros) por segundo que ele pode gravar. Essa informação é encontrada nos cataálogos com a sigla original em inglês FPS (Frames Per Second).

Nesse caso como as palavras em inglês coincidem com as palavras similares em português, no Brasil foi adotada a forma "Frames Por Segundo" para dizer que o DVR pode gravar uma certa quantidade de "Quadros por segundo"

De qualquer maneira a sigla FPS foi adotada como um padrão no Brasil e poder ser encontrada nos catálogos de DVRs e câmeras de todas as marcas.

Veja um exemplo de DVR da Tecvoz com 60 FPS (15 para cada canal)

Frames por segundo DVR Tecvoz

DVR veicular da Tecvoz com 60 FPS

Quanto maior a quantidade de frames, menor será o efeito de "robotização" da imagem, ou seja, você poderá ver uma imagem mais fluída e suave.

CODEC (Codificação do vídeo)

Ao digitalizar a imagem o DVR irá utilizar um algorítimo para converter para o formato digital (codificar) e fazer a compressão para economizar espaço de armazenamento  e transporte pela rede. Esse processo é feito por CODECs

No momento que você for comprar um DVR irá notar no catálogo que há a informação sobre o CODEC utilizado, como MJPEG, H.264 ou H.265.

DVR H.264

DVR H.264 genérico

Os DVRs mais modernos utilizam CODECs mais avançados como H.264+ ou o mais recente H.265 e H,265+ para comprimir o vídeo sem perder qualidade.

Para aprender mais sobre CODECs leia os seguintes artigos:

Conclusão

Os fatores citados nesse artigo são fundamentais para a escolha de um bom DVR. Obviamente existem inúmeras outras funções e detalhes que podem ser levados em consideração, além é claro da marca, garantia e suporte.

Algumas das marcas mais conhecidas no Brasil são Intelbrás, Tecvoz, Luxvision, Giga Security, JFL, ControlBR e outras como Hikvision e Dahua.

Não esqueça de compartilhar esse artigo, Clique nos botões abaixo:

Claudemir Martins
 

Meu nome é Claudemir Martins, nascido em uma pequena cidade no interior de São Paulo. Me profissionalizei em redes de computadores e CFTV, atualmente moro nos Estados Unidos e trabalho para uma das maiores empresas do mundo viajando pela América Latina e Caribe ministrando treinamentos.

Deixe um comentário 0 comentários

Deixe uma resposta







close

Veja esse vídeo agora


VÍDEO AULA GRÁTIS SOBRE INSTALAÇÃO DE CÂMERAS

Instalação de câmera dome
envelope-open-o
envelope-open-o