Elinine chuviscos na câmera de CFTV - Aprenda CTFV.com

Elinine chuviscos na câmera de CFTV

Na maioria dos casos, as interferências e chuviscos na imagem podem ser eliminados com o uso de cabos, fontes de alimentação e infraestrutura de qualidade, porém há situações em que o problema é diferente...

Nesse artigo irei falar sobre quais são os possíveis problemas e soluções para eliminar chuviscos e interferências em câmera de segurança e também explicar quando esses chuviscos são naturais em um sistema de CFTV.

Vamos começar entendendo melhor o termo chuvisco...

O termo técnico correto para "chuvisco"

É comum ouvir os técnicos e instaladores de câmeras de CFTV falando sobre chuvisco na imagem, isso é bem normal porque no dia a dia esse termo também é utilizado para se referir a problemas na imagem de uma TV.

Porém como técnico é interessante que você saiba que o nome correto é "ruido na imagem", isso pode parecer um pouco estranho porque estamos acostumados a usar a palavra ruído para falar sobre algo relacionado a som.

Mas tenha em mente que em documentação técnica irá encontrar o termo dessa maneira, ele é originário da palavra "noise" da língua Inglesa.

O que causa interferências e chuviscos nas câmeras de CFTV?

São vários fatores que podem causar problemas de interferência em uma câmera de segurança. Abaixo há uma lista de algumas delas:

1. Uso de fonte de alimentação inadequada.

2. Uso de cabos de má qualidade

3. Uso de câmeras de má qualidade

4. Uso de conversores de má qualidade

5. Aterramento incorreto

6. Aquecimento da câmera

7. Mal contato nas conexões

8. Falta de iluminação adequada

Veja a seguir em detalhes cada um desses fatores que podem causar problema de interferência e chuviscos na imagem da câmera de CFTV.

1. Uso de fonte de alimentação inadequada

Uma câmera de segurança precisa receber a alimentação adequada conforme o manual do fabricante. Na maioria dos projetos de CFTV a tensão de 12VDC (corrente contínua) é utilizada, mas também há câmeras que trabalham com alimentação em 24VAC (corrente alternada).

Câmera de CFTV em fonte de alimentação

Além da tensão apropriada, a câmera também deve receber corrente suficiente para operar corretamente e caso as especificações técnicas não sejam respeitadas os problemas relacionados a interferência e ruido (chuvisco) podem aparecer, além é claro de outros problemas.

A tensão adequada para a câmera

Uma câmera tradicional de CFTV como um modelo bullet ou dome instalados em residências e pequenos comércios geralmente requer uma alimentação de 12VDC com um variação de mais ou menos 10%, ou seja, a câmera pode suportar tensão 10% acima (13.2 VDC) ou 10% abaixo (10.8VDC).

Câmeras de baixo custo e sem marca originárias da China podem não apresentar tal tolerância de 10%. Certifique-se que sua câmera possua essa tolerância à variação de tensão elétrica, consulte seu distribuidor.

Há fontes de alimentação que possuem um potenciômetro que permite alterar a tensão enviada para a câmera, ao invés de enviar 12VDC, a tensão pode ser aumentada para compensar a queda que ocorre no cabo.

Fonte de alimentação com potenciômetro

Note na imagem acima que no lado direito há um potenciômetro que ao ser girado no sentido horário aumenta a tensão que énviada para a câmera.

Caso você esteja enfrentando problemas com sua câmera poderá medir a tensão que chega na câmera e aumentar a tensão graduamente para testar.

A corrente adequada para a câmera

A câmera também requer uma corrente mínima, que geralmente é cerca de 1A (ampere) para esse nosso exemplo de uma câmera de CFTV tradicional.

A indicação da corrente elétrica necessária para a câmera operar deve estar no manual do produto, consulte seu distribuidor para ter certeza sobre o consumo da câmera, pois em alguns casos com o uso de iluminação infravermelha a corrente necessária pode ser maior. 

2. Uso de cabos de má qualidade

Cabos coaxiais

Cabos coaxiais de má qualidade podem causar problemas ao não isolarem corretamente a interferência eletromagnética existentes no local. 

Quando esse tipo de cabo foi inventado, a idéia era que a malha pudesse bloquear as interferência externas que chegam ao cabo, se não há a quantidade de malha adequada (90%) ou o material é de má qualidade as interferências externas podem causar sérios problemas na imagem.

Também é necessário respeitar as distâncias corretas dos cabos segundo o tipo utilizado, cabos como RG59, RG6, RG11 tem suas limitações de distância.

Para projetos profissioanais existem cabos de alta qualidade, como os que são fabricados pela Betacavi por exemplo. (veja a imagem a seguir)

Cabos da Betacavi

Cabos UTP

Quando a câmera é instalada utilizando cabos UTP (cabo de rede) com uso de baluns nas pontas, é necessário certificar-se que a qualidade é suficiente para não trazer problemas de ruído (chuvisco) e internferência na imagem.

Os cabos UTPs mais tradicionais no mercado são os de categoria 5e conhecidos como cat5e, porém já vi situações onde mesmo o uso de cabos dessa categoria trouxeram problemas por serem de má qualidade.

Cabo UTP5e Furukawa

O ideal é adquirir cabos de fabricantes confiáveis que garantam a qualidade mínima como da consagrada marca Furukawa por exemplo.

3. Uso de câmeras de má qualidade

Há casos em que a câmera tem baixa qualidade e proporciona imagens ruins não importa o que você tente melhorar. E importante portanto comprar as câmeras que irão proporcionar o mínimo de qualidade para seu projeto.

Câmeras sem marca fabricadas na China geralmente com custo muito baixo não entregam a qualidade que você necessita para seu projeto de CFTV, especialmente em condições adversas como em situações com pouca luz.

O ideal é adquirir câmeras que possuam uma marca, manual do produto e um telefone para suporte técnico, caso não tenha isso no momento da compra, posteriormente você irá enfrentar problemas sérios de imagem.

4. Uso de conversores de má qualidade

Se estiver utilizando cabos UTP cat5e ou Cat6 com baluns, fique atento para o tipo de tecnologia da câmera pois há baluns apropriados para uso com HDCVI, HDTVI ou AHD. Escolha o produto ideal para a sua instalação.

Se quiser saber mais sobre as tecnologias HDCVI, HDTVI e AHD leia o artigo: Diferenças entre HDTVI, HDCVI e AHD

Fique atento também para a distância máxima que o produto pode ser utilizado para a tecnologia escolhida, leia o manual do balun e da câmera.

Balun para HDCVI, HDTVI e AHD

(clique para ampliar)

Geralmente o balun traz uma tabela informativa com a distância que pode ser utilizada para AHD e CVI que fica em torno de 300m. Para TVI essa distância é de 200m para a maioria dos produtos no mercado.

5. Aterramento incorreto

Caso o aterramento seja realizado de forma incorreta é possível que veja faixas rolando na tela, se esse for o caso, há um problema de interferência chamado de ground loop (loop de terra).

Interferência por loop de terra

Esse problema basicamente ocorre quando os aterramentos da câmera, do DVR ou fonte de alimentação são feitos em pontos distintos que apresentam diferentes resistências, isso causa um efeito chamado de loop de terra.

Para solucionar o problema de loop de terra basta aterrar os equipamentos ao mesmo ponto comum (barramento de aterramento) ou deixar um dos lados sem contato com um aterramento.

Um exemplo prático seria colocar uma madeira, plástico ou outro material isolante na parte traseira do suporte de instalação da câmera para que não tenha contato direto com o poste ou parede que está instalada.

6. Aquecimento da câmera

Quando a câmera de CFTV sofre aquecimento o ruído (chuvisco) começa a aparecer na imagem, isso é devido ao tipo de câmera que as vezes não consegue dissipar bem o calor (devido à sua má qualidade de fabricação).

O aquecimento também pode ocorrer por falta de ventilação adequada para a câmera quando é instalada dentro de caixas de proteção ou em ambientes com alta temperatura por incidência do sol, ou outra fonte de calor.

7. Mal contato das conexões

Imagine uma situação onde os conectores das câmeras estão mal feitos, ou de repente a fonte de alimentação está mal instalada e causando todo tipo de mal contato, isso certamente se traduzirá em interferências na câmera.

Conector de fonte de alimentação

Verifique sempre as conexões de fonte de alimentação e cabos coaxiais pois problemas intermitentes podem surgir com essas conexões mal feitas.

Não tenha pressa ao fazer e conferir uma conexão, sempre imagine que um trabalho bem feito irá garantir o bom funcionamento do sistema e evitar dor de cabeça. A qualidade está nos mínimos detalhes do seu projeto de CFTV.

8. Iluminação inadequada

Para a imagem ser gerada é necessário que haja luz suficiente no ambiente, esse é um princípio que se aplica a todo tipo de câmeras, seja filmadora, câmera de CFTV ou até mesmo no seu celular.

Note que quando está utilizando seu celular para tirar uma foto ou gravar um vídeo em locais escuros, o ruído (chuvisco) está sempre presente,

Entenda que esse processo é natural e todas as câmeras irão apresentar esse problema com baixa iluminação, porém quando a câmera tem mais qualidade (obviamente é mais cara), esse problema é minimizado.

Quanto maior o sensor de imagem da câmera melhor será a imagem em condições com pouca luz, há câmera no mercado que usam sensores de 1/4" (polegadas) que é pequeno e tem menor área para receber os raios de luz que um sensor de 1/3", Há ainda as câmeras profissionais que trabalham com sensores maiores como 1/2" e as vezes até superior.

Lente e sensor de luz CCD

Verifique qual o tamanho do sensor da sua câmera para comparar com outros modelos do mercado, esse conhecimento ajuda na hora da compra.

Há também recursos da câmera (depende do modelo) que permitem diminuir o ruído (chuvisco) na imagem através da configuração no menu. 

Geralmente essa tecnologia tem nomes como SNR, SSNR, DNR ou algo parecido. A letra "N" vem de da palavra "noise" em Inglês que como já vimos antes, significa ruído na tradução para o português.

SSNR - Reducção de ruído

A sigla SNR por exemplo é de Super Noise Reduction, que traduzido significa Super Redução de Ruído. A outra sigla é parecido e usada em câmeras da Samsung, então o SSNR é Samsung Super Noise Reduction é a mesma coisa da tecnologia SNR, acrescido porém do nome do fabricante (Samsung).

Conclusão

Não importa qual o problema você esteja enfrentando, há sempre uma solução adequada para seu caso, basta avaliar a situação para descobrir o que está causando interferência ou ruído (chuvisco) nas imagens. 

Lembre-se que há situações em que o ruído é normal, como em condições de baixa iluminação e nesse caso a única maneira de resolver é utilizando iluminação tradicional ou infravermelha,

Claudemir Martins
 

Meu nome é Claudemir Martins, nascido em uma pequena cidade no interior de São Paulo, me profissionalizei em redes de computadores (CISCO) e CFTV. Trabalhei para grandes empresas (como a Samsung) como engenheiro e treinador profissional ministrando treinamento em diferentes países e idiomas. Atualmente moro com minha família nos Estados Unidos e tenho minha própria empresa na áera de tecnologia.