.st0{fill:#FFFFFF;}

O uso de VLANS em CFTV 

Por  Claudemir Martins

O uso de VLANS em CFTV

VLANs são frequentemente utilizadas em ambientes onde se deseja minimizar o tráfego broadcast na rede, a idéia é que se tenham grupos que irão compartilhar os mesmo recursos e que tais grupos não sejam incomodados pelo tráfego de broadcast dos demais.

Em um switch é possível criar VLANs e posteriormente associá-las a portas específicas, se duas portas pertencem a mesma VLAN elas irão permitir a comunicação, o diagrama abaixo ilustra o exemplo:

O diagrama acima exemplefica com cores o tráfego entre os computadores, é comum dar nomes a VLANs ou se referir a elas por cores, então se poderia ter por exemplo VLAN BLUE, VLAN GREEN, etc.

Controle de tráfego através de TAGs

O switch é o dispositivo que irá controlar o tráfego e isolar o broadcast entre as VLANs e para isso faz uma marcação nos pacotes usando uma TAG com o padrão 802.1Q

As TAGS são marcações que indicam a que VLAN pertencem os pacotes, dessa forma após serem transportados, os pacotes podem ser entregues para o destino correto.

Quando o vídeo é convertido em pacotes, eles terão um cabeçalho padrão do protocolo TCP/IP com os seguintes campos:

  • SOURCE: Origem do pacote
  • DESTINATION: Destino do pacote
  • TYPE & LEN: Tipo e tamanho
  • DATA: Os dados contidos no pacote
  • FRAME CHECK: Verificação do frame
Lupa de aumento

* Apesar de eu estar usando termo pacote para explicar o conceito, nessa fase do processo o termo que utilizamos é "frames" Em outros artigos do blog irei tratar do assunto e diferença entre frames, pacotes e segmentos.

A seguir a ilustração da TAG (quadro azul) sendo associada ao pacote


Comunicação entre switches

Entre dois switches é necessário utilizar uma porta especial chamada de “Trunking Port” ou “Tagged Port” que irá permitir que passe o tráfego de todas as VLANs, ou seja, os pacotes com as TAGs 802.1Q irão passar por essa porta não importantando a que VLAN pertencem, ao chegar no próximo switch esse retira as TAGs antes de entregar os pacotes aos computadores de destino. veja a ilustração abaixo:

Switches gerenciáveis permitem a configuração de VLANs, cada fabricante possui uma maneira diferente de criação e gerenciamento e temos que verificar o manual para entender o processo.

A parte mais importante é entender os conceitos aqui explicados (e outros conceitos que irei explicar em futuros artigos), sabendo a teoria, poderemos colocar em prática a configuração correta de VLANs nos switches.

Claudemir Martins


Meu nome é Claudemir Martins, nascido em uma pequena cidade no interior de São Paulo, me profissionalizei em redes de computadores (CISCO) e CFTV.

Trabalhei para grandes empresas (como a Samsung) como engenheiro e treinador profissional ministrando treinamento em diferentes países e idiomas.

Atualmente moro com minha família nos Estados Unidos e tenho minha própria empresa na áera de tecnologia.

Claudemir Martins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}